segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Coração entre brumas


Uma noite sem lua
sem estrelas,sem luz
no meu quarto ás escuras
uma vela acendi...

No papel escrevendo
meus pensamentos em ti...
teu rosto angelical
parecendo triste e distante...

Uam lágrima,um manantial
mil luzes acendi!
Meu rosto iluminado
de alegria transcendente!!!

Lá fora,já dia
corri no arvoredo...
olhando atrás
numa árvore pendurei
meu coração desfeito!!!

Algum dia o verás
excitante sem medo
guardarás no teu peito
e não esqecerás jamais!!!

Autor:Joana Mendes

3 comentários:

  1. Minha amiga nota 10 belo poema.
    Abraços forte

    ResponderEliminar
  2. Muito bonito Joana. Parabéns pela sua alma de poeta.

    Abraços

    ResponderEliminar
  3. Muito lindo, já me senti assim!!

    parabéns!

    bj

    ResponderEliminar